Seja bem vindo!

Olá escavador!
Como vocês está?
Espero que esteja bem… e escavando!

Escrevo esse primeiro post para explicar a você a razão de ser desse blog e para te desejar boas vindas !

Agradeço desde já os 5 minutinhos que você vai gastar para ler essas minhas linhas  =)

O blog tem o objetivo de ser o embrião de algo maior que gostaria de levar no futuro (se tudo der certo) para outras plataformas.

Eu gostaria muito de poder compor e fidelizar um grande número de buscadores/escavadores para que possamos juntos discutir, refletir e aprender.

Mas, iremos trabalhar sobre qual assunto?

Eu, pessoalmente, gostaria muito de falar de crescimento pessoal e de espiritualidade. Sem dogmas, sem bitolamento religioso, com muito respeito e com muita, mas muita sinceridade.

Todavia, você deve estar se perguntando, quem sou eu para falar ou ensinar algo a você ou a alguém?

Eu?  Bem… eu sou como qualquer um outro que anda por ai, tentando entender tudo isso que vivemos e tentando dar sentido a tudo isso.

Sou nadica além disso e ao mesmo tempo, sou tudo isso.

Sou mortal, pequeno… apenas mais um e, ainda assim único como indivíduo e em minha maneira de pensar e de ver o mundo.

Sou único (somos únicos) sim, porém como o mundo é feito de pluralidades, aprendi desde cedo que para ser “feliz” é preciso se integrar ao mundo e às pessoas, tentar entendê-lo e entendê-las e dar sentido à experiência da vida.

O que não me disseram, é que isso não seria uma tarefa fácil.

Ao contrário! Sem muito trabalhar, refletir, sem se lapidar e engolir a seco o ego, isso se torna uma tarefa muito difícil, quiçá impossível.

Bom, acho melhor eu encurtar a coisa…

Te convido então a vir discutir sobre tudo aquilo que influencia nossa realidade e também, talvez, quem sabe, sobre aquilo que você pensa poder tocar-nos de maneira mais transcendental.

Gostaria que soubesse que não sou filósofo, não sou o dono da verdade, não sou psicólogo, nem padre, nem pastor!

Seja qual for sua opinião sobre qualquer assunto que aqui seja discutido, ela sera acolhida com humildade e respeito.

Por fim, te pediria que visite o blog de vez em quando para fazer parte disso e quem sabe, daqui alguns anos, poder fazer parte de uma comunidade cheia de pessoas que buscam aprender umas com as outras e que juntas cavem fundo para encontrar dentro de si a pedra escondida.

Aquela pedra que brilharia mais que o sol, aquela que seria capaz de clarear nossos caminhos e de nos mostrar quem somos e para quê somos, mas que infelizmente esta escondida e sufocada por toneladas e toneladas de terra, que se acumularam e continuam a se acumular sobre ela desde o nosso nascimento.

Então vá até uma loja de material de construção, compre uma grande pá, fortaleça seus braços (você vai precisar  =/ ) e venha cavar!

Juntos cavaremos mais rápido, não acham?

Obrigado pela visita e tenham um ótimo dia!

“When I thing I’m going deep
I’m really going hollow.
I can see a newborn me
emerging from the bottom…

“Quando eu penso que estou indo a fundo
eu estou na verdade ficando vazio.
Eu posso ver um eu récem-nascido
emergindo do fundo…”

Newborn me – Angra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s